HumanasBlog


POESIA AFRICANA

Posted in O mundo e as Letras por Joaquim Cesário de Mello em junho 23, 2009

A África é um continente que tem seus mistérios e suas seduções, bem como faz parte do nosso imaginário ocidental como uma região de aventuras e de pura a mais pura natureza. Porém a África também é um continente de guerras tribais e fraticidas, e até mesmo de antigos e recentes genocídios.

Ver imagem em tamanho grandeA África não sabemos o que realmente é, mas que muito nos significa. E é desse outro universo que nos parece tão mais distante que os milhares de kilômetros que nos separam, inaugurarei com poesia africana o espaço aqui reservado às várias e diversas literaturas do mundo, além do meu. Abaixo um rápido apanhado de alguns poemas da África de língua portuguesa (a Lusoáfrica) que é constituída dos seguintes países: Angola, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

A CIDADE À NOITE

A festa dos reclamos luminosos
é minha.
Não gosto de coisas reais.
Todas as ilusões
me pertencem.
Sou milionário universal
da fantasia.
Gosto de passar pelas montras
e sonhar... 

Sonhar sonhando,
sem cobiça,
sem pólvora, sem sangue,
sem ódio,
sem ferir o mundo.

Jorge Macedo/Angola

POESIA AFRICANA
 
Lá no horizonte
o fogo
e as silhuetas escuras dos imbondeiros
de braços erguidos
No ar o cheiro verde das palmeiras queimadas

Poesia africana

Na estrada
a fila de carregadores bailundos
gemendo sob o peso da crueira
No quarto
a mulatinha dos olhos meigos
retocando o rosto com rouge e pó de arroz
A mulher debaixo dos panos fartos remexe as ancas
Na cama
o homem insone pensando
em comprar garfos e facas para comer à mesa

No céu o reflexo
do fogo
e as silhuetas dos negros batucando
de braços erguidos
No ar a melodia quente das marimbas

Poesia africana

E na estrada os carregadores
no quarto a mulatinha
na cama o homem insone

Os braseiros consumindo
consumindo
a terra quente dos horizontes em fogo.
Agostinho Neto/Angola

NINGUÉM MEU AMOR

Ninguém meu amor

ninguém como nós conhece o sol
Podem utilizá-lo nos espelhos
apagar com ele
os barcos de papel dos nossos
lagos
podem obrigá-lo a parar
à entrada das casas mais baixas
podem ainda fazer
com que a noite gravite
hoje do mesmo lado

Mas ninguém meu amor
ninguém como nós conhece o sol
Até que o sol degole
o horizonte em que um a um
nos deitam
vendando-nos os olhos

Sebastião Alda/Moçambique

Lá no “Água Grande” a caminho da roça negritas batem que batem co’a roupa na pedra. Batem e cantam modinhas da terra. Cantam e riem em riso de mofa histórias contadas, arrastadas pelo vento. Riem alto de rijo, com a roupa na pedra e põem de branco a roupa lavada. As crianças brincam e a água canta. Brincam na água felizes… Velam no capim um negrito pequenino. E os gemidos cantados das negritas lá do rio ficam mudos lá na hora do regresso… Jazem quedos no regresso para a roça.

Alda Espírito Santo/São Tomé e Príncipe

A MINHA DOR

Dói

a mesmíssima angústia nas almas

dos nossos corpos perto e à distância.

E o preto que gritou é a dor que se não vendeu 
nem na hora do sol perdido nos muros da cadeia. 
                     Noemia de Sousa/Moçambique
Conheça mais, clique: http://www.antoniomiranda.com.br/poesia_africana/poesia_africana.html

About these ads

9 Respostas to 'POESIA AFRICANA'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'POESIA AFRICANA'.


  1. Fiquei muito feliz e honrada por ver o meu quadro ilustrando o poema de Noemia de Sousa de Moçambique.

    Débora DZambê

    • Joaquim Cesário de Mello said,

      Nós é que agradecemos, Débora, e se possível gostaríamos de conhecer mais do teu trabalho. Pode mandar algo aqui pro Blog?
      Abraço e participe sempre que puder.
      Joaquim


      • ACHEI MUITO BOM ESSA POESIA.É O MAIOR BARATO;ESPERO QUE SEMPRE SEJA ASSIM.QUE TODO MUNDO ACHE ASSIM NUM ESTRALAR DE DEDOS;
        BJOS AMNA

  2. vanessa said,

    olha eu quero poemas ou poesias que fala de negros eu nao gosto desse tipo de poemas que fala sobre cadeia eu sou uma burra mesmo

  3. Thais said,

    Bom essas poesias mexeram comigo!
    Adorei todas elas
    estou aqui pq estou fazendo um trabalho sobre poesias africanas!
    Adoreiiiiiiiiiiiii
    Beiijos,Thais pereira RJ/São gonçalo

  4. thatha said,

    euu detesto poesias só estou fasendo um trabalho da escola

  5. paula said,

    essas poesias sao muito lindas
    eu queria saber escrever poesias tao lindas entao eu seria uma escritora muito famosa

  6. alessandra said,

    MUITO LEGAL ESSAS POESIAS
    ELAS SAO LINDAS,LEGAIS,ETC…

  7. natália said,

    amei essas poesias


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: