HumanasBlog


POESIA

Posted in Poesia & Arte por Joaquim Cesário de Mello em junho 10, 2009

Phoemanologia

Colaboração e autoria de:  Peterraiche Silva

Heideggerianamente
Um gato executa a noite
(Ou o seu outro)
Entre o sê-lo
e os tempos vaõs
das pulsões murais
Inter-passos Solipsos
Destina-se e destina si
Entorna esquinas
Em dimensões
Que as garras-Lãminas
positiva às dobras
Espinha gela-se no gume arfante
Do grito Foucoultiano
Que destrutura a trama não-sol
A noite esviscera
Espelhos-troncos
cacos esvaidos
dequalham o chão
Em fractal gozo-fotons
O galo e gato se intervertigem
Na bruma quanta
Da inversão brusca
Dos lados da noite
Gratuidade
que em possiblidade
O Da-Sein
sem gesto economico
Instaura
Entrópica paragem
Sem algorítimo nem mãe
Quem é o anti de quem
O outro do outro
Outro duplo
O duplo do duplo
O eu-eles, o eles-eu
O si de quem
E se assim o forem/seriam
Na mente de?
Brincaragem proto-à-priori
Aliterações ônticas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: