HumanasBlog


POESIA

Posted in Poesia & Arte por Joaquim Cesário de Mello em junho 13, 2009
Tags: , ,

TU
Ver imagem em tamanho grande

O que tem teu rosto
que me inquieta tanto
se nele vejo portas
muitos mais que janelas?

Seria teu olhar acanhado
a encerrar labirínticos mistérios
ou tua boca com gosto de tanino
e suave sabor de pequenos pecados juvenis?

O que apenas sei
é que trazes em tuas mãos
aromas primaveris de colheitas
onde nascem trigos e pétalas
sob a limpidez de um céu sem nuvens
formado inteiramente de azul.

E de azul são feitos teus pés
que passeiam sem cerimônia
no atapetado dos meus sonhos
criando paisagens transbordantes de molduras.

Acaso fostes líquido
bastaria uma gota derramada tua
para apagar o fogo e o incêndio
desta febre que me dá
toda vez que te vejo nua.

                                                                    Joaquim Cesário de Mello 

Anúncios

Uma resposta to 'POESIA'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'POESIA'.

  1. Nathalye Delmas said,

    É DE ARREPIAR!
    muito bom mesmo, adorei.
    bdcc


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: