HumanasBlog


POESIA

Posted in Poesia & Arte por Joaquim Cesário de Mello em junho 19, 2009
Tags: , , ,

COM AMOR, JOAQUIMVer imagem em tamanho grande

Quisera escrever uma carta
que sei jamais farei
para revelar murmurante
meus segredos mais miúdos.

Confesso
espreito-te pelas frestas do cotidiano
(naquele dia
em outubro passado
sem que sequer desses conta
furtei de ti o olhar de entardecer
com que absortas miravas o céu
como quem cata
naturalmente
anjos).

Até mesmo
nos momentos dos teus banhos
tantas vezes escutei por detrás da porta
o teu adornar de essências e espumas
e invejei
(ah, deus sabe como invejei!)
a água que percorria acariciante
teu corpo como um amante
em abraços tão íntimos
e úmidos que jamais dei.

E assim
vão se tecendo minhas manhãs
sendo feitas meio
um pouco de mulher
e um tanto mais
de muito sonho.

Quisera te escrever esta carta
que sei jamais farei.

Joaquim Cesário de Mello

Anúncios

Uma resposta to 'POESIA'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'POESIA'.

  1. Janaína Ramos said,

    Tenho enorme prazer em ler seus poemas, suas crônicas, visitar o HUMANASBLOG… É gratificante poder conhecer, mais ainda, conviver com pessoas “demasiadamente humanas”, que conseguem alcanças os mais íntimos sentimentos do outro, seja com palavras, seja com o olhar… com tamanho esmero… como você o faz.

    Beijos, Jana.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: