HumanasBlog


MEMÓRIAS AFETIVAS

Posted in Memórias Afetivas por Joaquim Cesário de Mello em junho 25, 2009
Tags: , ,

Como diz Noberto Bobbio, somos guardiões de nossas memórias.  E a memória, a memória de qualquer um, é feita de sons, cheiros, gostos, barulhos, sabores, imagens e sensações. Sou inteiro construído de impressões e reminiscências. No habitar das lembranças existem madeleines que evocam remotas épocas e instantes, assim como em Proust . Pois é, quantas e quantas vezes, e às vezes em um mesmo dia,  um mero estalar qualquer não faz emergir do silêncio das entranhas a afetação das lembranças hibernantes. Quantas e incontáveis vezes já não fomos pegos tão semelhantemente como descreve Proust (Em Busca do Tempo Perdido): ““Eu levei aos lábios uma colherada de chá onde havia deixado amolecer um pedaço de madeleine. Mas no instante em que as migalhas do bolo tocaram meu palato, tremi, atento a algo de extraordinário que aconteceu comigo. Um prazer delicioso me invadiu, isolado, sem noção de causa…

Embora alguns criem blogs para fazer uma espécie de livro diário, não foi esta a intenção e objetivo do HUMANASBLOG. Todavia quando escrevo, ouço, sinto, vejo, penso, pulso e produzo, não consigo jamais escapar de quem eu sou e de minha história – razão pela qual decidi abrir aqui um cantinho reservado ao reviver das sensações e dos afetos que trago em minha biografia. Compartilhando com os demais creio poder contribuir tanto pro reativar das lembranças daqueles que comungam da minha geração, como também mostrar às gerações seguintes o que as antecedeu. Para isto, portanto, penso e espero poder contar com a contribuição dos aqui transeuntes e que possam vocês trazer pra cá os cheiros, sons, gostos e imagens de suas vidas.

Iniciarei com a NOVIÇA REBELDE filme este que está na minha infância como um aroma de mãe, afinal ela me levou para assistir em sua companhia única no mínimo oito vezes ou até mais, afora o disco que lá em casa tocava na agora antiga vitrola.

A Noviça Rebelde (vencedor de 5 Oscar incluindo melhor filme e diretor) é um filme de 1965, dirigido por Robert Wise, e uma das maiores biheterias da história do cinema. Estrelado por Julie Andrews no papel principal o filme conta a história de  Maria que é uma noviça que não consegue seguir as rígidas regras do convento onde mora, por se sentir livre e amar à natureza. São tempo sombrios, o final da década de 30 do século passado, e o nazismo começa a ameaçar e a aterrorizar o mundo (interessante como em criança nunca entendi o porque daquela suástica e o que as roupas pretas dos casacos militares tinha a ver com a história que me encantava tanto). Ao ir trabalhar na casa do viúvo  capitão Von Trapp (interpretado por Chistopher Plummer), lá encontra um pai austero e disciplinador de sete filhos. A chegada de Maria une a família através da música, e faz da Noviça Rebelde um filme não somente de músicas e imagens à época belísimas, mas igualmente um filme com gosto de drops Dulcora e cheiro de perfume de mãe.Ver imagem em tamanho grandeVer imagem em tamanho grande

Do fundo de minha alma, lá onde mora o menino, um pouco não do filme em si, mas um pouco de minha meninice ao lado da mãe:

Anúncios

Uma resposta to 'MEMÓRIAS AFETIVAS'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'MEMÓRIAS AFETIVAS'.

  1. Flávia Emília said,

    Excelente historia e interpretação dos integrantes bem como a trilha
    sonora. Um presente para nós cinefulos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: