HumanasBlog


A HISTÓRIA E O MUNDO EM IMAGENS

Posted in Fotos & Imagens por Joaquim Cesário de Mello em junho 30, 2009

FOTOJORNALISMO: A REPRESENTAÇÃO DO MUNDO E DA HISTÓRIA

O jornalismo, e mais precisamente a imprensa, tem na fotografia um dos seus mais impactantes elementos informativos. Alguém já disse que uma imagem vale mais do que mil palavras. O fotojornalismo (fotografia de informação), com seu enorme poder de síntese gerada pela foto, nos transmite informações diversas com plasticidade e beleza, embora muitas das fotos estejam testemunhando e retratando momentos dramáticos e trágicos da história humana. O fotojornalismo pode ser definido como o jornalismo feito através de imagens fotográficas.

A proximidade do olhar do fotógrafo com o momento histórico se torna quase uma simbiose a se eternizar pela foto tirada. Todavia, isso não significa que o fotógrafo, embora esteja fazendo parte do instante histórico (nunca o vemos por estar ele do lado de fora da cena fotografada), influencie diretame o próprio instante captado. Como diz Nellie Solitrenick, ex-fotógrafa da revista Veja, “tentamos não alterar o curso da história. O fotógrafo não para o que está acontecendo para tirar a foto”. Entre muitos célebres fotojornalistas temos Robert Capa, Henri Cartier-Bresson, Alberto Korda, Steve McCurry, Eugene Smith e Sebastião Salgado.

Assim, a dor, o sofrimento, a euforia, a alegria, a tragédia, a conquista, a superação, a angústia e o triunfo humano geraram e ainda haverá de gerar inúmeras fotografia que resultam em condensar a representação imagética do mundo e da história.

Algumas frases sobre o tema:

“A imagem deve existir na mente fotógrafo, no momento, ou antes do momento em que o negativo é exposto” (Susan Sontag)

Abordar a fotografia à maneira de uma metralhadora, atirando muitos negativos na esperança de que uma será boa é fatal para a pretensão de obter resultados sérios” (Ansel Adams)

Guerra Civil Espanhola/Robert Capa

“A fotografia é uma forma de ficção. É ao mesmo tempo um registo da realidade e um auto-retrato, porque só o fotógrafo vê aquilo daquela maneira.” (Gérard Castello Lopes)

Ivo Jima - segunda guerra mundial

Ivo Jima - segunda guerra mundial

Guerra Vietnã/Prêmio Pulitzer

Chegada do homem à lua

Serra Pelada/Sebastião Salgado

Praça Celestial (China)/1988

Praça Celestial (China)/1988

Pequena aldeia em Suam/Kevin Carter (prêmio Pulitzer)

Pequena aldeia em Suam/Kevin Carter (prêmio Pulitzer)

Maio de 68, Paris

Maio de 68, Paris

Beijo em Times Square/pós segunda guerra

Beijo em Times Square/pós segunda guerra

Beijo do Hotel de Ville

Beijo do Hotel de Ville

Anúncios

2 Respostas to 'A HISTÓRIA E O MUNDO EM IMAGENS'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'A HISTÓRIA E O MUNDO EM IMAGENS'.

  1. Polyana Alcântara said,

    Olá Professor!

    Estava salvando seus textos para a leitura e me deparei com essa coleção de imagens que representam o séc. XX, século em que nascemos e que vamos nos amparar nele ao comparar as mudanças de nosso mundo, sempre olhando para trás e, ilusoriamente, nos referindo ao século que passou como melhor. Será que foi mesmo?

    Bem, essa coleção de imagens me fez lembrar de um documentário belíssimo – e brasileiro – chamado “nós que aqui estamos por vós esperamos”. Infelizmente não me recordo do diretor… é uma coleção de histórias, fictícias ou não, e pessoas comuns que viveram no século passado, e fizeram história, para alguns, e foram significantes, para outros. Me emociono cada vez que o assisto…

    Se já conhece a obra, fica a discussão; se não a conhece, fica então a dica.

    Até mais!

    Polyana Alcântara

    • Joaquim Cesário de Mello said,

      Oi Polyana. O diretor do documentário a que fazes menção é Marcelo Masagão, e lembro com carinho do filme e as inquietações a que ele me provocou e me levou.
      Para quem não sabe, o título do filme “Nós que aqui estamos por vós esperamos” é referente a uma frase que há no portão de entrada de um cemitério em Paraibuna (SP). Ganou aqui no festivla do Recife prêmios importantes, entre eles melhor filme e melhor roteiro. Utilizando de recursos psicanalíticos o filme/documentário nos oferece um complexo composto de imagens que marcaram nosso século passado (século XX) e para isto utiliza-se de uma narrativa fragmentada e aparentemente solta e livre, oposto da linearidade formal. Vale o filme, com certeza.
      Quanto a valorizarmos o passado em detrimento o presente e bem como olharmos o futuro com certo pessimismo creio que temos pano pras mangas para gerar tanto uma boa discussão quanto um post específico. Vamos ver…
      ABraços e comente sempre.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: